Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Email

Blog por mail

Gente Tóxica 5 - O manipulador é soberbo e improdutivo, tem vida dupla, inveja e leva uma carga pesada

25.01.12

Gente Tóxica 5 - O manipulador é soberbo e improdutivo, tem vida dupla, inveja e leva uma carga pesada http://piperacea.blog.terra.com.br/2009/09/14/gente-toxica-5/ O manipulador é mais um tipo descrito em “Gente Tóxica“ pelo autor Bernardo Stamateas. Esse tipo engana as pessoas com a intenção deliberada de machucá-las. Mete-se nas mentes alheias, seduzindo-as e usando-as. Sua vítima preferencial é a pessoa codependente, crédula, com “complexo de salvador” e sentimento de culpa acentuado, que sobrepõe a amabilidade à própria dignidade, não consegue dizer “não” e teme confrontos - gente querida, com capacidade e reconhecimento público. O manipulador ”estuda” essa pessoa para detectar seus pontos de vulnerabilidade e debilidade. Seu objetivo é ter controle sobre a vida dela e destruí-la por meio de assédio moral e maus - tratos verbais, destruindo a autoestima do outro. Para tanto, vale-se de diferentes armações.  Primeiro usa palavras sedutoras e de reconhecimento para ganhar intimidade, até que tenha a vítima em suas mãos, mas lentamente introduz a desqualificação contínua, com gritos e insultos. Ele maltrata e degrada sua vítima sistematicamente a fim de  anulá-la como pessoa. O bombardeio psicológico produz verdadeiro extermínio emocional. No início a vítima justifica as ações do manipulador e passa por cima das agressões para evitar confronto. Com o tempo, entra no jogo dele: começa a se distanciar de todos os seus afetos para obter a aprovação do manipulador e não perder o vínculo com ele. Quanto maiores os sentimentos de culpa e vergonha da vítima, maior será o poder do manipulador sobre ela. Ele trabalha o tempo todo para convencer sua vítima de que ele vale mais do que ela para que ela fique com medo de perder a companhia dele e queira retê-lo. Na verdade é ele quem está manipulando porque quer tirar o que a vítima tem, sugando as energias dela. O manipulador desqualifica, questiona e rebaixa tudo o que sua vítima faz, com acusações constantes. Emprega o mecanismo psicológico da satanização, fazendo com que a vítima acredite ser algo que não é, com características de uma pessoa má. Aos poucos o manipulador isola sua vítima das pessoas de quem ela gosta e que gostam dela e poderiam ajudá-la. Outra característica desse tipo é unir-se a outras pessoas iguais a ele para armar seu próprio bando. O manipulador é soberbo - sente-se grande e poderoso e tenta demonstrar que sabe como fazer dinheiro, bons negócios, formar um casal feliz, criar bem os filhos, etc. Tem vida dupla - diz uma coisa e faz outra. Leva cargas pesadas. O passado do manipulador é repleto de dívidas e ressentimentos. Quando sente que foi descoberto, tenta provocar medo. Tem inveja - o sucesso alheio lhe faz sentir muita raiva. É improdutivo - sua vida não dá frutos. Costuma aparecer como alguém protetor, bom, que quer amar sua vítima, dá coisas, mas na sequência cobra caro e exige eterna recompensa, fazendo com que a vítima esteja sempre pronta a satisfazer as necessidades dele. Devemos aprender a nos distanciar das pessoas que querem nos manipular, nos enganar e tirar nossa paz. São as nossas decisões que nos levam a nos converter em pessoas manipuláveis ou não. Jogue fora seus medos. Arrisque-se a expor seus sentimentos. Não se isole - mantenha-se articulado. Não seja codependente e não cometa os mesmos erros. Não se obrigue a carregar um fardo pesado demais pelo resto da vida. Distancie-se de quem vem roubar você. Não permita que ninguém apresse você. Aprenda a dizer não. Assuma a direção da sua vida e não deixe ninguém tomar decisões por você. Não se sacrifique por ser amável demais. Ponha sua dignidade à frente da amabilidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hits

drupal stats

googlr