Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Email

Blog por mail

Transtorno de personalidade histriônica

10.02.12

Personalidade é forma de comportamento de um indivíduo. É o “jeitão” de ser da pessoa. O Transtorno de Personalidade aparece quando o comportamento é pouco ajustado e prejudica o indivíduo nas relações sociais, causando a ele próprio e aos outros, sofrimento e incômodo. Características da personalidade histriônica ou histérica: Busca constante ou exigência de afirmação, aprovação ou elogios (quer aparecer); Autodramatização, teatralidade e expressão exagerada das emoções; Sedução inapropriada em aparência ou comportamento; comportamento sexualmente sedutor; Alta sugestionabilidade, facilmente influenciada pelos outros ou por certas circunstâncias; Preocupação excessiva com a atratividade física; Expressão de emoções exageradamente; Expressão de emoções rapidamente mutável; Egocentrismo nas satisfações; Intolerância severa às frustrações e à não-satisfação; Discurso impressionista e superficial. Considera os relacionamentos mais íntimos do que realmente são. Pessoas dramáticas, exageradas, sedutoras, com necessidade doentia e constante de chamar atenção para si mesmas. Atitudes infantis, impaciência, imediatismo, inconstância, impulsividade, baixa tolerância à rotina e monotonia; têm muita vaidade, ciúmes em excesso, relacionamentos superficiais e devaneios românticos. Histriônicos fazem manipulações para conseguirem o que querem, com emoções à flor da pele, acessos de euforia ou riso, choram demais e facilmente, têm ataques de raiva ou irritabilidade. Eles têm sempre uma imensa vontade de seduzir. Tendem a evitar relações afetivas autênticas, profundas e íntimas. Histriônicos têm profundos sentimentos de tristeza caso se sintam ignorados, rejeitados, abandonados ou sem resposta. http://www.psicologia10.com.br/aprenda-psicologia/2334/ São egoístas porque tendem a apenas fazer algo que tenha recompensa. Podem ajudar outras pessoas, fazendo-se de caridosos, pois sabem que assim terão atenção recompensada. De um humor animado, rapidamente decaem ao choro, mau humor e depressão. Podem ter ataques de fúria por se irritarem por qualquer coisa. Muitas vezes têm uma imagem desvalorizada de si mesmo, são inseguros. Muitas vezes são vistas como os animadores, efusivos, podem gesticular e rir muito, sem controle, típico comportamento exuberante e chamativo. Vivem a tentar entreter outras pessoas, porque acham que assim vão ter a atenção de que tanto necessitam. Podem demonstrar muito aborrecimento, ciúmes ou rancor caso percebam que outra pessoa está tendo mais atenção que eles. Demonstram em exagero o que realmente sentem (tristeza exagerada, alegria excessiva, raiva em excesso, ciúmes intenso, dor insuportável). Comportamento extravagante que oscilam entre o cômico e a cólera. Podem ser tidos como armadores de confusão e provocações de brigas, pois sem nenhuma vergonha na frente dos outros, expressam suas emoções como a raiva, impaciência, ciúmes, fazendo tempestade em copo d’água. Provocam com reclamações, xingamentos, ataques coléricos, envergonhando pessoas e amigos acompanhantes. Querem concentrar os olhares em si, a partir desse tipo de atitude. Não lidam bem com regras e facilmente tentam contornar ou ignorar situações de rotina. Estão sempre a mudar, hora são uma coisa, hora são outra. Também tendem a pôr sempre a culpa nos outros. Comportamento teatral. As outras pessoas têm impressão de fingimento nas falas, emoções e comportamento do histriônico. Distorções da imagem física: se achar muito magro ou gordo, defeitos inexistentes, tendência a desenvolver transtornos alimentares. Baixa tolerância às frustrações, entendiam-se com rotinas, descontinuidade de projetos. Facilmente se enjoam de amigos, cidade, estudos, trabalho. Tornam-se tão instáveis, encenam e mudam tanto que às vezes não sabem mais nem quem realmente são e chegam a acreditar em suas próprias encenações. Mudam de planos e objetivos a toda hora, relacionamentos, aparência física, identidade, gostos, sentimentos e preferência sexual, sempre se queixando da incompreensão das outras pessoas. Preocupados excessivamente com a estética; são vaidosos extremos, geralmente exibem aparência diferente, extravagante, gastam muito tempo e dinheiro com produtos para cabelo, maquiagem, acessórios e roupas. Podem exibir uma aparência ou comportamento provocante, se vestir de maneira inapropriada, usar roupas ousadas para o trabalho. Obcecado pela beleza e perfeição física, tornando-se fúteis. Acentuada tendência a despertar desejo, muito sedutor, buscam elogios, sexualmente provocativo, faz de tudo para impressionar o outro, a fim de atrair os olhares para si, camuflam com tal comportamento a necessidade de se sentir amado. Seduzem e erotizam desde os melhores amigos até médicos, dentistas, chefes de trabalho, professor. Vivem a escolher uma “vítima” para seduzir, quando conseguem, se enjoam, procuram outra. O comportamento sedutor é tão intenso que deixam o histriônico mais vulneráveis a ataques sexuais, assédios bem como atentado ao pudor, abusos e estupros. Mulheres histriônicas se “modulam” sexualmente conforme suas “vítimas”. Despertam intenso desejo sexual nos homens, ficando mais vulneráveis a psicopatas e estupradores. Histriônicas podem demonstrar-se difíceis, para despertar ainda mais desejo do homem, depois demonstram desinteresse marcante na relação, levando à raiva e frustração do parceiro. O drama é a característica principal do transtorno, histriônicos sentem e vivem tudo de forma intensa e exagerada. Tudo machuca o histriônico, é excessivamente inseguro e isso com freqüência leva à depressão. É comum idéias paranóides devido à percepção exagerada. Qualquer palavra ou gesto dirigido ao histriônico podem machucá-los, pois podem ser entendidas como agressivos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hits

drupal stats

googlr