Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Email

Blog por mail

Duas história e um elo comum. O meu ex namorado é psicopata e eu fujo!

29.01.12

“Fui vítima de um homem psocopata. Lindo, jovem, charmoso, sentimental, sedutor, "ingênuo", ultra carinhoso, preocupado com minha saúde e bem estar. Conquistou-me de tal maneira que eu abandonei tudo para ficar com ele. Com o tempo comecei encontrando contradições, mentiras e um comportamento misterioso em muitas situações. Não atendia telefone quando saia, sumia de casa, nunca falava de amigos, nunca havia namorado antes (???). Antes disso começar acontecer, porém, ele já havia feito de tudo para que eu acreditasse nunca mais encontrar alguém que me amasse tanto quanto ele dizia e tentava demonstrar. O domínio dele sobre mim e sobre minha vida foi aumentando e me sufocando. Eu não tinha mais vida. Ele, sim. Eu programava uma coisa, ele mudava e saia sozinho dando satisfações bizarras e mentirosas e voltando de suas saídas apresentando juras e mais juras de amor, acompanhadas de carinho intenso. Cansei. Perdi o controle e o mandei embora, finalmente (o apartamento era meu). Mas parte de mim ele levou, perdi anos da minha vida, amigos, dinheiro, oportunidades, viagens, negócios, por causa dele. Um autêntico psicopata, que não tem sentimento, não tem consciência, se vê como o centro do universo e das atenções era ele, e, com toda a certeza, estará dominando a vida de mais alguém neste exato momento. É importante que saibam que o psicopata NÃO AMA NINGUÉM, NUNCA. Ele finge que ama aqueles de quem ele poderá se aproveitar de alguma forma. Isso está comprovado cientificamente, pena que não seja amplamente divulgado, pois as pessoas associam psicopatas a criminosos que estão na cadeia. Pelo contrário, os psicopatas que estão livres são a maioria e, quase sempre, se apresentam muito bonitos, bem vestidos, muito educados, conhecedores de etiqueta, cavalheiros, charmosos, andam com dinheiro, e são extremamente simpáticos (dificilmente alguém deixa de simpatizar com eles, só os "escolados", que já conhecem essa artimanha). Isso faz parte do jogo da conquista. Com a conquista da confiança de suas vítimas eles alçam vôo para seus objetivos puramente materiais, sob juras deslavadas de afeto, amizade amor. Quando a fonte seca, elas alçam novo vôo. Por um psicopata muitas pessoas desavisadas já morreram, tenho certeza disso, e sem que desses bandidos sociais nenhuma lágrima haja escorrido da face, em sua intimidade. Apenas a satisfação. Obrigado por você haver abordado um tema tão importante para todo mundo. Sorte daqueles que leram seu depoimento. Desejemos ao Promissor, que apresentou um depoimento a respeito intitulado Namorada Psicopata, e a mim, boa sorte. No meu caso, o trauma foi tamanho, que vejo um psicopata em cada um que conheci depois dele.” Anita [133725] No começo do namoro, meu ex parecia o namorado perfeito. Muito carinhoso e apaixonado, falava que queria se casar e ter filhos comigo. Eu, carente e com baixa estima, acreditei. Mas depois de um tempo, ele começou a fazer de tudo para provocar o meu sofrimento. Falava das aventuras sexuais que já havia tido com outras mulheres, que já havia saído com várias alunas da escola de idiomas, em que dava aulas de inglês e que tal atriz de TV era muito linda e gostosa. Eu não gostava, mas deixava para lá. Quando estava tudo bem entre nós, meu ex criava um clima para que eu ficasse mal. De um segundo para outro, ele mudava de humor e falava que apresentar uma namorada para a família dele não fazia diferença porque uma antiga namorada prometeu que se casaria com ele e não se casou. Esperta, ela! Era sempre assim: estava tudo bem, mas ele mudava de humor repentinamente. Minha família achava que ele tinha jeito de homossexual. Uma vez, estávamos comendo pão na mesa da cozinha da casa dele, quando ele propôs sexo a três!!! Eu, ele e outra mulher!!! Eu me neguei, claro e ele alegou que eu era muito careta, conservadora e que eu tinha que acompanhar a evolução do mundo!! Disse também que não sentiria nem um pouco de ciúmes se me visse transando com outro homem!! Triste, eu percebi ali, o quanto ele era doido e que aquele namoro estava com os dias contados. Eu jamais toparia algo assim, mesmo apaixonada por ele. Não consegui ser mais a mesma e pouco tempo depois, ele terminou comigo, alegando que não havia se apaixonado por mim. Isso depois de ter jurado que eu era a mulher da vida dele! Eu estava apaixonada e sofri. Mas ele quis que eu fosse uma grande amiga e com esperanças de uma volta e que ele mudasse, aceitei. Só que ele não repeitava minha fragilidade e vivia fazendo terrorismo comigo, que ia arrumar outra namorada! Pois na minha frente, ele acabou dando em cima de uma amiga minha, que até hoje, o odeia e com razão. Ele alegou que não via nada demais, se a minha amiga topasse em sair com ele. Com a cabeça virada, acabei brigando com a minha amiga, mas depois ela me perdoou. Fiquei sem falar com ele nessa época, mas depois voltei atrás. Ficamos amigos de novo e depois de um tempo, amigos coloridos. Eu achava que a nossa amizade colorida faria com que ele visse que eu o amava e assim, voltaríamos. Ele transava comigo e com outras ao mesmo tempo. A gente se submete a cada coisa em nome do amor! Amor? Não! Eu estava doente. Esse cara me manipulou de todas as maneiras. Com mentiras sobre o emprego dele, criando falsas ilusões de uma volta e outras coisas. Até dinheiro meu , ele levou. E quando passei em um concurso, ele ficou despeitado com a minha conquista e pouco tempo depois, sem ao menos me contar antes, postou fotos dele com a nova namorada, no facebook. Tive a certeza de que foi para me atingir. A nova namorada tem cara de ingênua e senti pena dela. Fiquei mal, triste e com raiva de mim mesma, por ter sido tão idiota! Mas depois, melhorei. Não podemos deixar que uma pessoa vinda do inferno acabe com a nossa vida. Li sobre as características de um psicopata e bateu com meu ex: mentiroso, manipulador, sedutor, inteligente, egocêntrico (ele, em primeiro e último lugar), humor instável, falta de compaixão (é normal fazer sofrer), imaturo ao extremo, promíscuo e já que não sente emoção e é robótico, precisa de adrenalina e de viver situações arriscadas. No caso do meu ex, sexo a três ou grupal. Ele tem psicopatia leve e mesmo leve, já é capaz de provocar um grande estrago!!! Aprendi a ser mais esperta!!! http://www.euconfesso.com/confissao-32435.html

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nove Características Determinantes

22.01.12
Nove Características Determinantes
1. Noção exagerada de importância pessoal não baseada na realidade. Explicação: Uma visão inflada de si mesmo é uma das principais maneiras pelas quais os narcisistas dão permissão a si mesmos para dominar e controlar os outros. O narcisistas acredita que suas prioridades, interesses, opiniões e convicções têm mais valor e são mais importantes do que os de qualquer outra pessoa. Nem todos os narcisistas exibem ao mundo sua grandiosidade; alguns, na verdade, dão a impressão de ser muito humildes ou até mesmo tímidos para o mundo exterior, mas, quando estiverem em casa com a família, tomem cuidado! 2. Preocupação com fantasias de sucesso, riqueza, poder, beleza e amor acima do normal. Explicação: Os narcisistas com frequência têm uma vida repleta de fantasias e quase nunca se satisfazem com o meramente ordinário, por mais satisfatório ou maravilhoso que possa ser. Essa preocupação com a fantasia impede a personalidade narcisística de levar uma vida real e estável. 3. Convicção de que é um indivíduo especial e único, e só pode ser comprometido por pessoas especiais. Explicação: Esta ideia é parte integrante de um mecanismo de sobrevivência que os ajuda a lidar com o mundo. com frequência, eles se definem em função do que consideram suas qualidades especiais e nos informam acerca dessas qualidades tão logo os conhecemos. 4. Intensa necessidade de admiração. Explicação: Ame-me, observa-me, preste atenção em mim. Os narcisistas tendem a se engrandecer e ser sua própria referência. 5. Sentimento de merecimento. Explicação: Regras, regulamento e padrões esperados de comportamento enfurecem os narcisistas, que se julgam tão especiais a ponto de não precisar obedecer às expectativas normais nem respeitar os limites apropriados. Eles podem ficar igualmente atormentados pelo trabalho árduo, por uma doença ou uma lesão. 6. Tendência a explorar os outros se sentir culpa ou remorso. Explicação: Dependendo das outras características de sua personalidade, o narcisista pode nos induzir a fazer todo o trabalho, tirar nosso dinheiro ou deixar-nos esperando durante horas em uma esquina, na chuva, sem perceber que esse comportamento é desrespeitoso. 7. Ausência de empatia significativa. Explicação: O narcisista te muito pouca capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa. Sua dor, seus problemas e seu ponto de vista dominam o universo. Talvez nada reflita seu ponto de vista dominam o universo. Talvez nada reflita mais o comportamento do narcisista do que a incapacidade de compreender e identificar-se com a experiência dos outros. Este fato é particularmente verdadeiro quando a pessoa que precisa de compreensão é alguém que o narcisista esteja explorando. 8. Tendência a ser invejoso ou de imaginar alvo da inveja dos outros. Explicação: O narcisista tem dificuldade em se ajustar a um mundo no qual as outras pessoas parecem ter "mais" coisas ou coisas "melhores". Os narcisistas, com frequência, deixam de reconhecer que são invejosos e transformam o sentimento em desprezo. 9. Arrogância. Explicação: Os narcisistas com frequência têm uma atitude esnobe com relação às pessoas que eles julgam não estar à altura de se "elevado" padrão de inteligência, realização, valores ou estilo de vida. Acreditar que "outro cara" é inferior os ajuda a reforçar a inflar a convicção que têm da própria superioridade. Criticar os outros os faz se sentir bem com relação a si mesmos.
http://vitimasdepsicopatasenarcisistas.blogspot.pt/2012/06/nove-caracteristicas-determinantes.html?m=1

Autoria e outros dados (tags, etc)

A culpa é da amante?

21.01.12
A Culpa é do(a) Amante ? Por Sammy Samantha em
"Se alguém trai você uma vez, a culpa é dele. Se trai duas vezes, a culpa é sua."
(Eleanor Roosevelt)


http://www.vidarealdasam.com.br/2011/06/culpa-e-doa-amante.html

Não é de hoje que vemos por aí os mais ferozes atritos entre traídos(as) e amantes... Quantos casos chegam ao extremo de terminar em morte, assassinatos premeditados, agressão, vinganças insanas ou até briga de rua e escândalos, e na maioria das vezes não vemos o traidor envolvido, quem se rasga mesmo são os traídos e os amantes...
Sempre que vejo uma situação deste tipo, fico me questionando porque as pessoas acreditam que o(a) culpado(a) pela decadência do relacionamento ou então pela falta de caráter do(a) companheiro(a) são os amantes...

Na verdade o(a) amante não tem nenhum compromisso conosco (a não ser quando é amigo(a) próximo ou parente...), amantes não nos juraram fidelidade, muito menos lealdade, portanto não tem nenhuma obrigação de agir desta maneira.
Alguns amantes sequer sabem que o(a) traidor(ora) é comprometido(a)!
Quem nos deve satisfação, lealdade e fidelidade é nosso(a) companheiro(a), é ele(a) que traiu nossa confiança, que desrespeitou o compromisso, que se deixou levar por uma situação onde sempre há uma escolha e ela deve ser feita com muito cuidado e responsabilidade.

Nada justifica uma traição, não importa se a relação está falida, se for este o caso, tente consertar ou termine de vez; simples.
Ninguém é obrigado a ser fiel, monogâmico, leal, etc, se alguém se dispôs a assumir esta responsabilidade, sabe que todos os relacionamentos tem suas boas e más fases, crises e problemas, portanto tem que estar ciente que não cabe mais egoísmo ou imaturidade nesta troca.

Não são os(as) amantes que destróem uma família, quem destrói é aquele que age feito adolescente, que não pensa nas conseqüências devastadoras de dar vazão a estes caprichos sexuais, quem não tem caráter para avaliar que compromisso é coisa séria, quem não tem valores morais e age na impulsividade.
Amantes não tem todo este poder, não são pessoas mágicas ou hipnotizadoras, nem terroristas que lhe ameaçam com uma bomba caso não saia com eles(as)...
Quem tem o poder de arruinar uma relação é quem trai a confiança e desdenha dos sentimentos alheios.

É normal ter raiva de uma terceira pessoa que entra sem avisar na relação, mas é preciso refletir sobre o(a) próprio(a) companheiro(a)...
Será que queremos mesmo preservar tanto ao nosso lado esta pessoa que nos traiu ? 
Vale a pena ? 
Foi um deslize perdoável e conseguiremos viver com isso, ou estamos envolvidos com alguém sem caráter ? 
Conhecemos a fundo quem está ao nosso lado ? 
Esta pessoa respeita nossos sentimentos ?

Estas são as perguntas realmente importantes e relevantes que devemos levar em consideração e não se o(a) amanté é melhor, ou mais bonito(a) ou se tem ou não caráter, tanto faz, não é o(a)amante que convive conosco e que nos deve no mínimo, respeito.
Cabe a  cada um saber exatamente o que precisa, o que aceita e o que lhe faz feliz, e neste caso, não é diferente.
É uma situação difícil e dolorosa, mas é muito importante ser racional nesta hora pois é o nosso futuro que está em jogo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

googlr




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.